Publicado por: maragoncalves | 07/12/2010

Respostas: O que fazer quando entrevistado reage mal à notícia ou pergunta

Aqui deixo as respostas que recebi.

  • Reacção a texto de opinião:

“Aqui há uns meses redigi um artigo de opinião, para a publicação em que colaboro, mas esta foi muito mal recebida por umas quantas pessoas ligadas ao meio a que a dita se dedica. Num site bem conhecido de quem segue as lides do que se passa no mundo em questão, escreveram umas quantas linhas a denegrir o meu nome, acusando-me de estar contra a evolução da coisa e de “jogar por outra equipa”. Na altura, limitei-me a constatar um facto que todos sabiam ser verídico, mas como estava a tornar ainda mais pública a questão, muitos viram as suas susceptibilidades serem feridas e acabei por pagar um pouco o preço de ter dado uso à minha liberdade de escrita. Na altura cheguei mesmo a ponderar deixar de escrever na coluna, mas tal faz parte da actividade jornalística e temos de saber conviver com isso, pelo que pus logo de parte tal cenário. Aceitei que tinha de crescer com estas situações. Certo é que fiquei na lista negra de uns quantos indivíduos.”

  • Reacção a entrevista:

“Recentemente elaborei uma entrevista a uma figura conhecida do mesmo meio pelo facto de ter alcançado um feito muito positivo para si e para o país. Porém, fiz as perguntas com base naquilo que muito se diz sobre o assunto, ao invés de questionar as mesmas coisas de sempre, facto sintomático em grande parte dos media ligados ao tema. Mais uma vez, toquei numas quantas feridas. A pessoa recusou-se a responder e afirmou-se mesmo chocada com algumas perguntas, julgando tratar-se de interrogações baseadas em opiniões pessoais. Tal não é verdade pois, como fiz ver à pessoa, o meu trabalho é dar aos leitores o que esperam ver escrito e não o que quero ver esclarecido para minha própria satisfação. O assunto ficou arrumado, mas as respostas nunca sairão para o exterior.”

  • Reacção a pedido para comentar notícia

“Estava ainda na minha época de estagiária quando uma situação cómica, se não fosse trágica, me aconteceu. Era o dia em Portugal e o mundo tomavam conhecimento da morte de José Saramago e claro que tudo teve que ser alterado: a capa da revista, o conteúdo da revista, o conteúdo do site. Principais coisas a fazer: o perfil do escritor, a sua biografia e recolher reacções à sua morte.

Calhou-me a mim ligar para figuras conhecidas da nossa sociedade e perguntar o que pensava de José Saramago, se tinha convivido com ele e todo o género de coisas que pudesse ajudar a obter uma opinião sobre o senhor…uma espécie de últimas palavras sobre o Prémio Nobel.

Quando liguei para um (também) escritor e conhecido comentador da nossa praça, ele foi algo desagradável: “Ligam para mim porque sabem que não gostava dele. E querem que eu repita isso, não?” Quando lhe expliquei o objectivo do meu telefonema, ele apenas continuou: “Não vou comentar nada, e vou desligar. Não quero dizer nada.” Perante isto e depois de eu perguntar de novo “de certeza que não quer comentar?” e de ele dizer mais fortemente que “não, já disse que não digo nada”, eu apenas disse, meio sem jeito, confesso, que agradecia da mesma forma. Escusado será dizer que o senhor não deve ter ouvido o meu agradecimento final porque de repente ouvi do outro lado o “pi-pi-pi”, característico do desligar do telefone.

Enfim…o segredo, minha gente, é nunca perder a compostura. Claro que podem tentar perceber o porquê da reacção da pessoa, mas se de facto correr muito mal…mais vale terminar logo o contacto. Assim nenhum dos dois se “queima”.”

Espero que ajude. Sintam-se livres de continuar a discussão nos comentários 😉

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: