Publicado por: patriciatavares | 01/10/2010

Mestrados, procuram-se!

As aulas já começaram e isso já aqui foi assunto ao longo de várias linhas. Parte daqueles que terminaram a licenciatura em Maio/Junho iniciam agora uma nova fase: o mestrado. Mas uma outra parte, onde eu me incluo, optou por seguir outro caminho: o de ficar um ano sem estudar. Olhando para trás, tenho a certeza que não poderia ter tomado melhor decisão. A justificação é simples: quero avaliar bem as opções para poder escolher pelo melhor. E o melhor nada mais é do que aquilo que me preenche (não consigo imaginar-me a escolher um curso que não me diz nada, apesar de poder ser o melhor em termos profissionais).

Isto tudo porque está completamente de parte a hipótese de fazer um mestrado em jornalismo. Pelo menos em Portugal (deixa-se uma porta aberta para fora dos limites territoriais portugueses. We never know!). A minha ideia é fazer uma especialização. E por isso decidi iniciar já o trabalho de casa. Esta semana (a minha penúltima de férias) tenho estado a ver a oferta de mestrados que existe nas instituições de ensino superior. “Ciência Política” continua a ser o principal alvo, apesar das dúvidas que foram pairando nestes últimos meses. E enquanto vou procurando por essas palavrinhas nos sites, vou descobrindo outras hipóteses. E isso é bom, porque quero ter algumas hipóteses em cima da mesa (Quem sabe se a especialização que me “preenche” não está entre elas? ). Depois, porque posso descobrir áreas para as quais nem sequer sabia que havia mestrados (já aconteceu!). E nessa procura tenho incluído várias universidades. Não quero cingir-me apenas a Lisboa. Aveiro, Coimbra e Porto são sempre grandes hipóteses.

Conclusão: é certo que tenho muitos meses até fazer a escolha final, mas não quero deixar tudo para a última da hora.

Até lá vou continuar com o meu trabalho de pesquisa e vou anotando tudo o que possa ser uma hipótese. Acima de tudo, aquilo que me possa preencher, não só em termos profissionais, mas também pessoais. Jornalismo inclui-se nesse tipo de escolhas. A especialização também terá que estar incluída. Afinal, não há nada melhor do que fazer aquilo de que realmente se gosta.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: