Publicado por: patriciadeoliveira15 | 24/09/2010

É preciso apostar, a 100 por cento

No último post escrevi sobre a vertente online do jornalismo. Hoje não quero desenvolver nenhuma ideia em concreto. Já expus aquilo que penso. Por isso, hoje decidi apenas colocar um exemplo daquilo que falei há uma semana atrás. Até porque, muitas das vezes, uma imagem vale mais do que mil palavras. Neste caso, um exemplo/ um caso específico.

A fonte é o “The Washington Post” e a reportagem chama-se “Okinawa: Video Reports from Japan and America” (ver aqui: http://www.washingtonpost.com/wp-srv/special/world/okinawa/). Em síntese: são dez reportagens em vídeo que correspondem a dez histórias de dez pessoas diferentes. Em comum? A origem: japoneses de Okinawa. Cinco das reportagens dizem respeito a residentes em Okinawa e seus problemas/modos de vida e as outras cinco dizem respeito a imigrantes nos EUA. Os testemunhos e assuntos são diversos (aconselho a verem).

Mas o motivo pelo qual falo neste exemplo ultrapassa em muito os testemunhos e os temas abordados. A questão central é outra – e a mesma do post anterior: as potencialidades do online. Este trabalho faz parte de um projecto a cargo do “Tides Center”, em São Francisco (ver em “about this project”), e, como refere o responsável pelo mesmo, Todd Carrel, os jornalistas viajaram pelo mundo para captar estórias capazes de revelar os traços de uma comunidade. Foi isso que fizeram, de uma forma alternativa. Com vídeo, um pouco de texto e alguns gráficos (Quem disse que não se pode criar peças apenas para o online e através das suas ferramentas de multimédia?). Cada reportagem tem entre três e quatro minutos e é dada a liberdade ao público de escolher ver o que mais lhe desperta a atenção.

Afinal é esse um dos nossos objectivos: captar a atenção. O online é o meio que mais pode ser explorado nesse sentido. Como disse na semana passada: com criatividade e vontade de arriscar, a aposta no jornalismo online acarreta muitos pontos positivos. Para todos. Inovação é um deles. A questão é: há que fazer essa aposta. A 100 por cento.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: