Publicado por: maragoncalves | 06/09/2010

Vícios

É um vício que apanhei em 1984, quando acabei a licenciatura – nesse tempo, havia empregos quando se acabava o curso… –, e que nunca mais me deixou. Quando me tornei jornalista, passei sete anos em abstinência total. Ao primeiro convite, não consegui resistir. É simplesmente mais forte do que eu.

Recomecei numa manhã de Outubro de 1996, lembro-me bem, com alguns que agora são meus amigos. Desde então tem sido impossível largar. Hoje em dia, considero-me completamente agarrado, e não consigo passar mais de duas ou três semanas sem mais uma dose. Alguns familiares já várias vezes me tentaram convencer a acabar com isto mas, verdade seja dita, nem sequer tenho tentado.

Sei que o meu vício tem beneficiado alguns. Grande parte deles, e são muitos durante todos estes anos, mostra sinais de dependência de outra substância. Alguns ficaram agarrados a esse vício, mesmo mais do que eu estou agarrado ao meu. Os autores deste blogue, desculpem se revelo um segredo, também vão pelo mesmo caminho. As olheiras e a impaciência diária dos posts revelam que já entraram num trilho sem retorno. Se calhar, alguns vão acabar como eu.

Este mês regressam as minhas doses semanais. Mal posso esperar.

António Granado

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: