Publicado por: diogocavaleiro | 23/08/2010

Uma pequena revisão pelo curso

Como tem sido um tema de discussão nos comentários a alguns posts do blogue, vou hoje escrever sobre as maiores falhas que sinto existirem no curso de jornalismo que frequentei e que podem prejudicar a entrada dos seus alunos no mercado de trabalho.

Antes de mais, tenho a dizer que, apesar de ter gostado do curso, equaciono agora se tirá-lo foi a melhor opção. Não tenho dúvidas de que o jornalismo é aquilo que quero fazer mas, como muita gente defende no sector, talvez fizesse mais sentido ter seguido outro curso e depois ter explorado um mestrado na área.

O curso de Ciências da Comunicação da FCSH-UNL é interessante, tem bons professores, cadeiras interessantes mas peca por ser demasiado geral. Ou, pelo menos, por não permitir um desenvolvimento de matérias. Na área do jornalismo, continua a preferir não apostar em temáticas específicas. Não percebo porque não tive cadeiras mais aprofundadas de Economia ou Política, nem porque não tive hipótese de tocar em campos de análise jornalística como o Desporto, a Educação ou a Ciência. Se não querem abrir cadeiras dos mesmos, porque não a realização de workshops ou cursos de menor duração?

A falta de aprendizagem de técnicas de informática ou de fotografia/vídeo nem vale a pena referir (mas aí sempre podemos contar com alguns professores que fogem ao ensino monocromático do curso). A inexistência de línguas só é explicável pela tentativa de nos obrigar a pagar aulas no Instituto de Línguas. Não acho que seja necessário referir disciplinas que pouco me disseram ou que, nas quais, não encontro utilidade.

Interessa sim dizer que muito do que aprendi em muitas das cadeiras está agora a ajudar-me no estágio no “Jornal de Negócios”. Não critico o excesso de teoria com que me deparei em três anos (tendo em conta que alunos de anos anteriores tinham esse contacto por mais um ou dois, até é de louvar). Nem peço que a mesma diminua. O que penso ser o meu dever pedir é que a vertente prática aumente. Sim, o curso é de Ciências da Comunicação é o que muitos dirão. Mas, então, que se tire a vertente “jornalismo”, porque se não nos ensinam a analisá-lo e a executá-lo de uma forma consistente não faz sentido ter esse “título”.

Mas, apesar de tudo, ainda bem que tenho um diploma do curso (de facto, ainda o tenho de ir pedir). Acho difícil encontrar um curso como este, onde os poucos bons professores conseguem superar em larga medida os muitos que são maus.

Anúncios

Responses

  1. Mas precisamente porque o curso é de Ciências da Comunicação, é que o Jornalismo é uma pequena parte do que lá se faz. É uma vertente dos estudos sobre as Ciências da Comunicação…

    Por outro lado, a analítica que separa “teoria” de “prática” tem que ser refinada. Onde é que existe teoria sem prática? Onde é que existe prática sem teoria? Em lado nenhum… A verdade é que todas as cadeiras daquele curso ajudam a fazer mais e melhor jornalismo. A outra verdade é que o jornalismo actual não é “mais” nem “melhor”.

    A pergunta que falta não é “como é que eu consigo ter mais ‘prática’ dentro do curso?”, mas antes: “porque é que o jornalismo contemporâneo não me permite usar a ‘prática’ que adquiri?”

  2. Estou a tirar o curso na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e deparo-me com alguns dos mesmos problemas: falta de uma cadeira de línguas e de algumas cadeiras de áreas mais específicas do conhecimento.

    Em relação à prática, não me posso queixar, pelo contrário. Desde o primeiro ano que escrevemos notícias, crónicas e textos de opinião para imprensa. Fazemos um programa de televisão no segundo ano. Podemos fazer programas de rádio para a rádio online (JPR) e escrever para o ciberjornal JPN e para o Jornal Universitário do Porto. Além de que o curso possui uma forte componente de multimédia.
    Claro que, como em todos os cursos, há cadeiras menos interessantes e úteis. Mas acho que não há melhor escola do que uma redacção. É aí que nos apercebemos o quão útil foi aquilo que aprendemos na faculdade e aprendemos mil e uma coisas que nem fazíamos ideia.

  3. Eu penso meu caro Diogo, que ao invés de retirar a vertente Jornalismo do curso, se deveria exigir mais dela, ou até mais tempo dela para se ser um Jornalista. Quanto a tudo o resto que compõe o curso (curso de Ciências da Comunicação como referes) ainda que só contando um ano do mesmo, sou levado a concordar com o Daniel: ajudar-te-a a fazer mais e melhor jornalismo.

    Ainda assim, não posso deixar de pensar, no que me reservará a mim o dito curso de Ciências da Comunicação, quando aquilo que verdadeiramente me interessa, é precisamente esse conjunto de saberes a que aqui damos o nome de Ciências (exceptuando Métodos Quantitativos dos quais tão cedo não quero voltar a ouvir falar)… Tu és (serás) jornalista certo? E eu serei o quê? Cientista?

    • Comunicólogo.

    • Pedro, antes de mais obrigado pelo comentário. Também acho que se tem de se exigir mais da vertente de jornalismo, como das outras. O que acho errado é um curso de Ciências da Comunicação colocar no currículo várias variantes mas não abrindo as cadeiras ou possibilidades que as podem tornar, efectivamente, válidas.

      Quanto à vertente de saberes gerais, menos específicos ou mais “teóricos” não tenho nada contra, até houve cadeiras bem interessantes e muito úteis. Outras nem tanto, talvez com o tempo lá chegue. No entanto, nunca disse que deveria ser reduzida (talvez a fusão de algumas cadeiras não lhe fazia mal nenhum). Mas concordo, claro, que é essencial para me fazer pensar criticamente o mundo, crucial para o jornalismo. Mas isso também não é tudo no jornalismo nem nas outras áreas que o curso “afirma” disponibilizar.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: