Publicado por: maragoncalves | 11/08/2010

Estágio num centro de investigação

[Antes de mais gostaria de pedir desculpa, pois tenho o post escrito desde ontem à noite, mas só agora consegui entrar na Internet. Tem sido um início de semana complicado para nós, mas vamos tentar fazer com que não se volte a repetir.]

O post de hoje, como prometido, é sobre o estágio de 3 meses que realizei no Centro de Investigação para Tecnologias Interactivas (C.I.T.I.), situado no 8º andar da FCSH-UNL.

Apesar do possível contratempo de ter de conjugar o estágio com a conclusão da licenciatura (iniciei o estágio em finais de Janeiro, pelo que “apanhou” quase todo o 2º semestre), foi bastante fácil fazê-lo, tendo sido uma experiência muito boa e enriquecedora.

Tudo começou porque no 1º semestre do 3º ano tive a cadeira de Media Interactivos com o professor Carlos Correia, director do centro. Durante as aulas perguntou se alguém estava interessado em fazer estágio no C.I.T.I. e eu “inscrevi-me”. Ao todo fomos 7 estagiários – quase o mesmo número de funcionários do centro!

Em cada mês do estágio, cada “equipa de estagiários” iria receber formação e trabalhar numa determinada “secção”: Design/Backoffice, Vídeo e Som/Flash. No decorrer dos meses foram aparecendo novos trabalhos que reverteram um pouco essas secções, mas acabei por ter formação em praticamente todas as áreas.

Foi, sem dúvida, essa a razão porque gostei bastante do estágio e achei que me foi muito útil – aprender a trabalhar com programas/software de diferentes áreas, não só durante as formações, como também durante a execução dos trabalhos.

Adquiri muito mais experiência com vídeo, mas também com áudio e flash. E apesar de o trabalho lá efectuado não estar directamente ligado a jornalismo (só talvez a NovaTV), penso que me terá ajudado bastante a desenvolver a parte de produção – não só pela experiência com os programas, como também pela necessidade de cumprimento de prazos, conciliação de várias actividades (nomeadamente aulas e estágio), assim como trabalho em equipa.

Contudo, há que ter em conta dois factores essenciais para que esta “aventura” tenha resultado numa boa experiência e não num possível desastre. Por um lado, o facto de aulas e estágio serem ambos no recinto da faculdade. Por outro, o horário de funcionamento do centro de investigação, pois era das 10h às 17:30h, sendo que não estava lá durante as aulas. Estes dois factores foram essenciais para que aulas e estágio fossem conciliáveis sem, por um lado, comprometer os estudos ou as notas e, por outro, o meu trabalho enquanto estagiária.

E tu, já alguma vez trabalhaste no centro de investigação? Já tiveste de conciliar aulas e estágio? Conta-nos a tua experiência!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: